Conteúdo
Ofertas
Guia de Compras
Blogs
Com sistema híbrido leve, Caoa Chery Tiggo 8 Pro promete ter um dos melhores consumos da categoria e vai atrás de Corolla Cross e Compass 4xe
01 de jun, 2022 · 5 minutos de leitura.
A Caoa Chery exibe em seu site uma imagem de fundo com o novo Tiggo 8 híbrido. O SUV será o primeiro veículo eletrificado da marca sino brasileira no País. A estreia acontece nas próximas semanas, com a promessa de entregar um dos melhores consumos da categoria – a despeito do seu porte avantajado, com até 7 lugares. Para registrar o lançamento, a montadora também trocou o vermelho do logotipo pelo azul.
Flagrado em testes no Brasil, o SUV terá o desenho do Tiggo 8 Plus chinês. No entanto, por aqui, ele vai adotar o sobrenome “Pro”, tal como as versões de topo dos demais SUVs da Caoa Chery. Dessa forma, o novo Tiggo 8 Pro promoverá a estreia do inédito sistema híbrido leve flex de 48 volts da marca. Ainda não é certo qual será o motor a combustão escolhido. Contudo, deve ser o 1.5 turbo do Tiggo 8 atual, com 170 cv e 25,5 kgfm de torque.
Embora os rivais, como Toyota Corolla Cross e Jeep Compass 4xe, tenham sistemas mais complexos, o Tiggo 8 Pro vai dar trabalho aos concorrentes. Isso porque, com este conjunto, o desempenho promete ser forte, com aceleração de zero a 100 km/h em 5 segundos. Além disso, o câmbio será o DHT, que equipa os híbridos da Chery.
Na China, o Tiggo 8 híbrido estreou em janeiro deste ano. Lá, combina o motor 1.5 turbo de 156 cv e 23,5 mkgf a outros dois motores elétricos, de 326 cv e 52 mkgf, instalados um em cada eixo. Dessa forma, tem tração integral. Contudo, o principal diferencial é o modo 100% elétrico, cuja autonomia alcança 100 km. Mas, aqui no Brasil, esses números serão diferentes, afinal, o SUV terá um sistema mais simples, com gerador elétrico e a bateria de 48V.
Ao contrário dos híbridos completos, como o Corolla Cross, ou do tipo plug-in, que recarregam em tomadas, o híbrido leve atua com o comando total do motor a combustão. Aliado a ele, há um gerador, que atua como um alternador e recupera parte da energia que seria desperdiçada em frenagens, por exemplo, para alimentar a bateria.
Portanto, o Tiggo 8 híbrido flex não terá o mesmo consumo que a versão chinesa que consegue alcançar os 15,6 km/l. No entanto, espera-se que os números não fujam dessa média, já que a base dos oponentes fica em cerca de 13 km/l e 17 km/l (cidade/estrada).
Importante dizer que a versão eletrificada não virá ocupar o lugar do Tiggo 8 atual, mas vem complementar a gama da Caoa Chery. Até porque o modelo virá mais caro. Ele pode custar até R$ 100 mil mais caro – ou seja, próximo de R$ 300 mil.
Por esse valor, espera-se que o Tiggo 8 Pro traga recursos inéditos de condução semiautônoma. Entre eles, frenagem automática de emergência, assistente de manutenção de faixa e controle de cruzeiro adaptativo. O SUV estava previsto para o fim de 2021, mas, por causa da escassez de chips e de outros componentes, virá no 2° semestre.
Caoa Chery Tiggo 8 TXS 22/22
22 de jun · 4 minutos de leitura.
22 de jun · 7 minutos de leitura.
22 de jun · 12 minutos de leitura.
21 de jun · 6 minutos de leitura.
Receba atualizações, reviews e notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.
Conquiste seu carro 0km!
O Jornal do Carro selecionou ofertas incríveis!
Receba as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail. É rápido. É fácil. É de graça.
Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Powered by: SYDLE

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.